A rotulagem como chave do sucesso do seu produto

Você que é produtor alimentício sabe quais nutrientes estão presentes no produto que você vende? Você sabia que existem legislações da ANVISA que descrevem as exigências a respeito da rotulagem nutricional de alimentos? Você sabia que ter um produto rotulado pode alavancar suas vendas? Não perca essa chance de entender como a rotulagem nutricional pode ajudar no seu negócio!

A rotulagem nutricional foi implementada no Brasil em 2001 pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) através de duas resoluções, a RDC nº 39 e a RDC nº 40. Essas legislações tinham como principal objetivo informar aos consumidores o que eles estavam ingerindo, além de motivar as pessoas a melhorar a saúde alimentar através da conscientização acerca de alimentos e bebidas comercializados no país. Em 2003 essas duas resoluções foram atualizadas para que estivessem de acordo com as normas do Mercosul, dessa forma, as RDCs nº 39 e nº 40 foram revogadas e substituídas pelas RDCs nº 359/03 (Regulamento Técnico de Porções de Alimentos Embalados para Fins de Rotulagem Nutricional)  e nº 360/03 (Regulamento Técnico sobre Rotulagem Nutricional de Alimentos Embalados).

A rotulagem nutricional é a forma mais simples de agregar valor ao seu produto, além de aumentar a confiabilidade e credibilidade dos clientes em relação a você e ao que você vende. E por que isso ocorre? Muito simples: um produto que apresenta a tabela nutricional indica para o consumidor que o produtor segue a risca todas as normas e regulamentações da ANVISA e, além disso, ajuda o cliente a escolher o produto de acordo com o que deseja consumir pois ele tem a sua disposição todas as informações sobre os nutrientes que devem fazer parte de uma dieta saudável de um adulto e as quantidades de cada um contida em uma porção daquele alimento.

As informações obrigatórias de acordo com a legislação da ANVISA, são:

  • quantidade de calorias
  • carboidratos
  • proteínas
  • gorduras totais
  • gorduras saturadas
  • gorduras trans
  •  fibra alimentar
  • sódio

Quando o alimento apresenta alegações nutricionais, ou seja, o produto é vendido como fonte de vitamina C, por exemplo, nesse caso a informação nutricional de vitamina C deve estar presente na tabela. O mesmo é válido para minerais e outras vitaminas que estejam descritos no rótulo do alimento como característica principal. Outras informações que são obrigatórias no rótulo do seu produto são: Nome do produto, lista de ingredientes, escritos em ordem decrescente de quantidade, quantidade ou volume que o produto apresenta, identificação do país de origem da produção, identificação do lote de fabricação e prazo de validade.

Depois de tudo isso, não vai deixar seu produto sem rótulo, certo? Consulte empresas especializadas e alavanque suas vendas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: